Redes de proteção para janelas e sacadas

A dica de hoje é sobre tudo o que as envolve redes de proteção em sacadas e janelas, desde a escolha até o processo de instalação das redes de proteção. As informações que você verá neste artigo, servirão pra que acidentes com o uso de redes de proteção para janelas, sacadas, mezaninos, parapeitos e escadas possa, ser facilmente evitados.

Sem a proteção proporcionada por redes de proteção em sacadas e janelas, suas crianças e seus bichinhos de estimação estarão correndo um sério risco de que acidentes venham a acontecer. Já com a instalação desse item indispensável sua casa ou apartamento estarão protegidos desse grande perigo.
As chamadas redes ou telas de proteção são nomes utilizados para definir um conjunto de tecidos de malhas entrelaçadas, não metálicas, que tem a função de eliminar risco de quedas, principalmente envolvendo crianças e animais domésticos.

A escolha do tipo de material dos quais são produzidas essas redes e a empresa responsável pela instalação das mesmas, farão toda a diferença.
Procure informar-se sobre empresas especializadas e busque também saber sobre a qualidade dos seus produtos e serviços para garantir que não sejam instalados em sua residência, telas ou redes de proteção que não cumpram sua finalidade que é a durabilidade, eficiência e proteção.

Evite baratear o custo deste item pois com segurança não se brinca. Principalmente quando tratar-se de proteger sua família.

Evite acidentes com animais
As redes de proteção para crianças são as ideais também para os animais, como cães e gatos.

Qualquer distração pode chamar a atenção desses animais, fazendo-os ter atitudes instintivas as quais podem ter sérias consequências, ao avistar um pássaro em pleno voo, procurar de onde vem os barulhos e as sombras são situações que provavelmente irão atrair o seu animal para a janela.

Estes animais gostam de ficar pendurados ou apenas passear em lugares altos, e certamente a instalação dessas redes irá evitar acidentes, seja com a queda do animal bem como de objetos que possam ser derrubados pelo movimento dos mesmos.

A brincadeira do arremesso

Sim, é exatamente isso que você está lendo! Muitas crianças gostam de “brincar” de jogar objetos para baixo.

Em muito dos casos, elas acabam mirando um local para depois arremessar uma bola, por exemplo.

Certamente, elas não sabem dos riscos que essa “brincadeira” pode acarretar. Pode ser um objeto, até mesmo uma simples bola, que ao atingir uma pessoa, pode causar graves ferimentos. É claro que tudo vai depender da altura ou de que tipo de objeto mas convém evitar.

Vale também ressaltar que o fato da existência de redes de proteção, não elimina a responsabilidade de cuidado  e atenção com relação às crianças ou animais. Cabe ao adulto ou responsável monitorar as ações dos seus filhos e pets.
Muito importante lembrar que crianças podem danificar as telas com objetos cortantes ou abrasivos, os animais podem roer a mesma e por fim, a rede pode apresentar desgastes naturais que podem não garantir a sua eficiência.

O material

As redes de proteção podem ser de Poliamida (Nylon) ou Polietileno. Cada uma tem características próprias que podem ser percebidas a olho nu.

As redes de polietileno, possuem aspecto plástico e dispõem de uma elevada resistência ao desgaste porque são impermeáveis, e tem ótima resistência a tração, similar ao aço e são indicadas para proteções externas que ficam expostas às intempéries pois este material dura mais. Sendo esta, a mais indicado para fins de proteção.

Já rede de Poliamida (nylon) são semelhantes a um tecido e não é impermeável, absorvem umidade e impurezas, ficando em pouco tempo com aspecto de suja, sendo mais indicada para ambientes internos. Não esqueça que sua resistência é menor em relação a de polietileno, ok?

As redes e os acessórios devem possuir a aprovação da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), a qual exige que essas redes sejam feitas de material que resistam ao fogo e possuam resistência de cargas de pressão longitudinal e transversal. Consulte o fornecedor e o instalador sobre estas características.

Se sua residência for em condomínio é altamente recomendável consultar o síndico ou administradora sobre os critérios e aspectos legais para instalação em sua residência. Há edifícios que tem regras pré-determinadas com relação a cores e modelos, bem como datas e horários para serviços nos condomínios. Se não houver padronização, observe as cores mais usadas pelos outros condôminos para manter a estética.

A empresa ideal para instalar redes de proteção

O ideal é que a empresa escolhida para instalar a sua rede de proteção tenha vínculo com a Abrasredes–Associação Brasileira de Empresas Técnicas em Instalação de Redes de Proteção e Segurança. Os materiais e acessórios devem estar em conformidade com a  ABNT NBR 16046:2012 – Redes de proteção para edificações.

Isso garante que a empresa é comprometida com as leis, tanto na questão de materiais utilizados, quanto nos critérios de segurança do trabalho e da responsabilidade civil que recai sobre contratantes. Se a rede atender os requisitos presentes nesta norma, significa que a mesma segue as normas de segurança e de qualidade dos produtos utilizados, e segue todas as normativas técnicas e quanto ao cumprimento do uso do EPI – Equipamento de Proteção Individual, para evitar acidentes durante o processo de instalação.
Caso a instalação tenha como finalidade a prevenção de acidentes com crianças, a norma técnica determina uma garantia inflexível de três anos. Do contrário, normalmente o prazo para substituição é de aproximadamente seis anos, porém, o consumidor deve realizar a substituição do produto se observar desgaste, dano físico ou alteração do aspecto da rede ou sinais de corrosão nas partes metálicas.
Certifique-se também dos prazos de garantia, manutenção e pós-venda oferecidos pelo profissional ou empresa que instalou suas redes de proteção.

Procure contratar o serviço de instalação das redes de proteção na sua casa com empresas que seja comprometida com as normas, qualidade dos materiais utilizados, critérios de segurança do trabalho, bem como com responsabilidades civis perante as exigências legais exigíveis.

E então, já escolheu a sua rede de proteção? Agora ficou mais fácil escolher não é mesmo?