Hábitos para manter a higiene em casa e atenuar crises alérgicas

As alergias fazem parte da vida de muitas pessoas e vários motivos podem acarretar esses problemas, como o estresse, as condições do clima, o sedentarismo e o contato com fungos, ácaros e mofos.

Em sua residência existe alguém que sofre de algum problema alérgico? E quais os hábitos que você utiliza para manter a higiene e diminuir as crises?

Mas não se preocupe, pois iremos te ajudar a criar hábitos que irão amenizar as crises, confira!

A higiene do ambiente

Para as pessoas que sofrem com esse problema, manter a higiene do local em que elas estão é primordial, pois irá contribuir para diminuir as crises alérgicas.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 35% da população do nosso país sofre de algum tipo de alergia respiratória, como sinusites, rinites, bronquites e faringites.

O período de inverno é o período em que cresce o índice desses problemas respiratórios. Isso decorre devido ao clima seco, o frio em si e por espaços fechados e pouco ventilados.

O tratamento

O método de tratamento utilizado para combater as alergias é através de remédios, vacinas e do controle alimentar. Portanto, é importantíssimo antes de qualquer outra coisa, consultar um especialista médico para diagnosticar qual enfermidade é a que causa determinada alergia.

Também não podemos deixar de mencionar o cuidado que deve-se ter todos os dias com os ambientes de sua residência, pois dessa maneira irá eliminar as impurezas e produtos que podem vir a causar esse problema alérgico.

Os sintomas

Quem sofre de algum tipo de problema alérgico possui algumas reações características aos ambientes considerados inapropriados, seja em decorrência da quantidade de poeira ou por ter algum micro-organismo causador das alergias, ou produto químicos e de limpeza que são encontrados facilmente nas residências.

Esses problemas alérgicos provocam espirros, tosses, e também coçam as narinas, inclusive podendo causar dificuldade em respirar.

Os principais causadores dessas alergias são a poeira, os ácaros, o mofo e os fungos, pois são facilmente encontrados no ambiente caseiro e alguns cuidados devem ser adotados para evitá-los, como por exemplo fazer algumas mudanças no que diz respeito a arrumação, hábitos de limpeza e faxina doméstica, são essenciais para uma residência mais limpa e adequada para pessoas com sensibilidade respiratória.

Os quartos

Os quartos são os ambientes da residência que merecem atenção redobrada e cuidado especial pois é nesses cômodos da casa em que as pessoas passam grande parte do seu tempo. Passar horas nesses espaços, sem o devida cuidado, pode acarretar em sérios riscos para a saúde de sua família, principalmente os alérgicos.

Com relação à cama, o cuidado deve ser redobrado, pois é o móvel que em decorrência de agregar as condições ideais, é considerado o local mais propício para o aparecimento e desenvolvimento de fungos, de ácaros e de mofo e devido a isso, deve-se dar atenção especial realizando-se limpezas periódicas bem como expô-la ao sol periodicamente.

Dicas de higiene

O mais indicado para deixar e manter a sua casa organizada e livre do desenvolvimento desses micro-organismos que causam as alergias é sempre realizar uma boa faxina periodicamente.

Veja algumas de nossas principais dicas de higiene para evitar ou amenizar suas crises alérgicas:

  • Evite utilizar as vassouras, preferindo panos úmidos e o aspirador de pó, preferencialmente os dotados de filtros HEPA-High Efficiency Particulate Air – algo como Partículas de Ar de Alta Eficiência, que são filtros extremamente eficazes, e chegam a filtrar 99,9% das impurezas e eliminam com muita eficiência ácaros, bactérias e vírus do ar que o aspirador aspira.
  • Opte por detergentes biodegradáveis ou álcool, ao invés de produtos químicos que possuem um odor forte.
  • Procure usar o sabão de coco líquido, em pó ou em barra, ao invés dos amaciantes de roupa e sabão em pó comum.
  • Não acumule jornais e revistas.
  • Mantenha os ambientes da casa sempre bem ventilados.
  • Procure evitar usar os chamados “irritantes respiratórios”, como: ceras, tintas, removedores e produtos químicos com odor intenso.
  • Procure manter-se longe de fumaça de cigarro.
  • Troque as tradicionais cortinas de pano pelas persianas.
  • Não use os travesseiros de pena ou de pluma, pois eles são ricos em queratina, sendo o alimento preferido dos ácaros.
  • Evite tapetes, carpetes e bichos de pelúcia.

Animais domésticos

Considere também que mesmo que se tenha vontade e queira ter um pet em casa, verifique com seu médico as medidas a serem tomadas e qual animal é mais indicado para seu tipo de problema respiratório. Em muitos casos é preferível evitar ter um animal de estimação a conviver constantemente com problemas de saúde causados por eles. É bom saber que caso seja inevitável não ter um animal que venha a soltar pelos o veterinário do seu pet poderá indicar fármacos que diminuem a queda de pelos. Não esquecer também de uma boa escovação com o arranhador retira os pelos soltos impedindo que eles fiquem soltos nos ambientes e que possam vir a causar a tão indesejável alergia.

Nossas dicas foram úteis para você? Se quiser saber mais sobre assuntos semelhantes, clique aqui.